Ginast Academia ao ar Livre - Equipamentos Certificados‎
Clique aqui e envie sua mensagem

Diminuição de gastos: como orientar corretamente a equipe de obra

Orientar corretamente a equipe de obra sobre os desperdícios de um projeto é uma tarefa complexa, pois envolverá a sensibilização dos trabalhadores e, por conseguinte, a necessidade de mudança de um comportamento já enraizado.

Além das estratégias comumente utilizadas, é imprescindível que a equipe seja responsável pelo consumo dos insumos da obra, considerando a quantidade estabelecida para cada item.

Outro ponto a ser mencionado é que a diminuição de gastos pode otimizar uma obra tanto em relação ao tempo quanto propriamente ao custo. Isso representa uma vantagem para todos os envolvidos no projeto.

Neste artigo, vamos mostrar como sensibilizar os trabalhadores para essa questão e apresentar dicas essenciais para que a equipe de obra diminua os gastos? Fique por dentro do assunto!

Qual a importância da redução de gastos em uma obra?

Economizar significa ter um excelente desempenho na execução de um serviço utilizando menos recursos. Para isso, é necessário lançar mão de diferentes métodos, de acordo com cada contexto. Aliás, tal conceito assemelha-se aos preceitos da eficiência nas atividades.

Além dos processos de reuso, reciclagem, reaproveitamento, entre outros, é preciso pensar em atividades específicas que podem ser desenvolvidas sem alterar o custo final de um projeto de obra.

Quando se planeja obras como a instalação de uma academia ao ar livre, devemos estipular metas diferentes em relação aos custos de montagem e funcionamento de um restaurante, por exemplo.

Essas atitudes, quando bem conduzidas, podem reduzir a quantidade de matéria-prima a ser adquirida, o que impacta positivamente na parte comercial de uma empresa, destinando assim recursos para outras finalidades.

Uma das formas de avaliar os resultados da redução significativa de custos é fazer a comparação periódica entre o quantitativo financeiro gasto nos processos de compra para identificar os principais gargalos.

A partir daí, os compradores devem repassar essas informações para os seus gestores, que as transmitirão aos supervisores de obra, de forma a alertar os trabalhadores sobre o consumo excessivo de recursos. Além disso, você pode sugerir melhorias do processo, visando uma boa gestão de compras.

Como orientar a equipe de obra para a diminuição de gastos?

Para que todos entendam a complexidade do desperdício e avaliem formas de redução de gastos, é fundamental criar mecanismos que facilitem a abordagem e a retenção de informações, além de incentivar uma mudança proativa dos envolvidos.

Listaremos a seguir, alguns métodos que podem funcionar nesse cenário. Acompanhe!

Fornecer todas as informações necessárias

Qualquer orientação que for respaldada por meio de número, gráficos e representações, por exemplo, é mais confiável do que a simples orientação e comunicação de um funcionário do serviço de compras ou da gestão.

Por isso, é interessante gerar gráficos simples, mostrando a comparação dos recursos investidos na compra dos insumos da obra e em quais deles houve um aumento exorbitante na quantidade adquirida.

Outro medida de grande utilidade é comparar o consumo de recursos periodicamente para analisar se houve uso excessivo de materiais, principalmente se a quantia empregada tiver sido bastante elevada.

É preciso explicar, também, como esse quantitativo excedido no planejamento de compras influenciará no andamento da obra e, talvez, na manutenção dos colaboradores, uma vez que os recursos financeiros são finitos.

Sugerir para o gestor metas para evitar o desperdício

Mediante uma análise comparativa e de quais insumos estão afetando o projeto inicial, é aconselhável fazer um acordo com o gestor para que ele se comprometa a estabelecer metas, a fim de evitar o desperdício e, consequentemente, melhorar a gestão de estoque.

Sendo assim, é interessante elaborar um plano de ação considerando atividades que podem ser implementadas no curto, médio e longo prazos e quais são os resultados esperados nessa empreitada.

Também é fundamental solicitar o comprometimento de toda a equipe de obra, para que juntos possam modificar um possível cenário desfavorável, além de incorporar definitivamente alguns comportamentos antidesperdício.

Recomendar o investimento na qualificação de colaboradores

A capacitação dos colaboradores é uma prática recomendável e sempre louvável em qualquer ambiente empresarial, pois se aprende sobre diversos conhecimentos tanto na área técnica quanto gerencial.

Ainda, existem cursos que são demandados constantemente e podem transformar a obra, como é o caso das formas de redução do desperdício de recursos e maneiras de diminuição de gastos.

Sendo assim, compete aos gestores indicar os colaboradores que têm interesse e conhecimento prévio a se inscreverem e participarem de cursos sobre o assunto, a fim de que possam perpetuar para seus colegas de trabalho os saberes adquiridos.

Prezar por uma comunicação clara e objetiva

Comunicar-se de forma clara e objetiva requer conhecimentos que vão além da utilização correta da língua portuguesa. É preciso considerar o nível de entendimento e as formas de comunicação da equipe de obra.

Dessa forma, é aconselhável fazer um levantamento sobre o nível de letramento dos trabalhadores, prezando pela capacidade de entendimento e compreensão de uma informação independentemente da escolaridade.

A partir disso, é interessante fazer reuniões, elaborar avisos no mural ou enviar orientações via aplicativos de mensagem para que os colaboradores sejam constantemente sensibilizados sobre o assunto.

Dar um exemplo para a equipe de obra

De nada adianta se esforçar para trazer dados, mensagens e conscientização quando as ações dos supervisores e gestores for contrária a tudo o que apresentam para os colaboradores da empresa.

Isso porque o exemplo é algo bastante observado entre a equipe de obra, que pode se convencer de que todos estão se empenhando para o bem comum ou entender que essas medidas não são nada além de atitudes impostas pela diretoria.

Vale destacar, ainda, que a mudança de comportamento com enfoque na redução de gastos é imprescindível para o alcance da eficiência do setor de compras da empresa. Logo, a recomendação é estimular os trabalhadores nesse sentido dando o próprio exemplo.

Uma equipe de obra engajada e comprometida com a redução de gastos altera positivamente o cenário da empresa. Além disso, uma estratégia eficiente é realizar a aquisição de produtos de qualidade, que ofereçam um excelente custo-benefício. Cabe aos compradores, lançar mão de técnicas de negociação para obter melhores condições comerciais.

Gostou das nossas dicas? Tem alguma dúvida sobre as práticas de redução de gastos para a equipe de obra ou algo mais que queira acrescentar? Fique à vontade para nos dizer!

0