Ginast Academia ao ar Livre - Equipamentos Certificados‎
Clique aqui e envie sua mensagem

[Infográfico] Como montar uma academia ao ar livre completa? Descubra!

[Infográfico] Como montar uma academia ao ar livre completa? Descubra!

O sedentarismo é uma das principais causas de doenças no mundo. Assim, a redução das taxas de morbidade vem ganhando prioridade nos planos de ação da maioria dos governos, e, com isso, a criação de ambientes públicos para a prática de exercício físico é uma das medidas mais adotadas. Você sabe o que é preciso para montar uma academia ao ar livre completa?

Neste post, abordaremos os principais pontos dessa estratégia e o que é preciso para que elas ofereçam uma solução eficiente. Siga a leitura e confira!

O que é uma academia ao ar livre?

Como o nome já sugere, a academia ao ar livre (AAL) é um sistema voltado para a prática de atividade física em ambientes abertos. Para tanto, equipamentos de musculação e outros tipos de exercícios são instalados em locais públicos como praças, parques, empresas, condomínios residenciais, praias, clubes etc.

Nas academias ao ar livre, pessoas acima de 12 anos podem melhorar a sua qualidade de vida e saúde usando apenas a força do corpo. Isso mesmo! Os aparelhos não funcionam com nenhum tipo de carga. São inúmeras as possibilidades de equipamentos disponíveis no mercado, tais como:

  • elíptico;
  • abdominal;
  • puxador de costas;
  • remador;
  • simulador de escada;
  • adução e abdução de braços;
  • bicicleta;
  • estação cross;
  • esqui;
  • pressão de pernas;
  • paralela, entre outros.

A ideia teve início na China, onde aparelhos semelhantes aos usados nas academias fechadas foram levados às praças públicas, no intuito de proporcionar a comunidade — e, sobretudo, aos idosos — o acesso à prática de exercícios físicos de forma totalmente gratuita.

Uma academia ao ar livre completa gera benefícios personalizados para a comunidade.

Quais são os tipos de equipamentos da academia ao ar livre?

Dentro do segmento, encontramos aparelhos de academia ao ar livre de diversos tipos e modalidades, o que pode gerar dúvidas no momento da elaboração do projeto e da aquisição. A seguir, confira alguns dos principais tipos de equipamentos que não podem faltar na sua AAL.

Elíptico

Aparelho destinado ao desenvolvimento de trabalho aeróbico. Com o elíptico, o usuário também estimula a sua coordenação motora e aumenta o nível de resistência dos músculos.

Remador

Outra alternativa de exercícios para membros superiores é o remador, que pode ser individual, duplo ou triplo. Trata-se de um equipamento que não só fortalece os músculos dos ombros, braços, pernas e costas como também ameniza as dores causadas por falta de postura.

Enfim, ele prepara o corpo para os desafios diários de qualquer pessoa, independentemente da idade. Uma solução bem interessante para compor a sua academia.

Bicicleta de cadeira individual

A bicicleta é um dos aparelhos aeróbicos mais tradicionais em uma academia, e nos espaços ao ar livre não é diferente. As atividades feitas nesse equipamento são excelentes para aumentar a flexibilidade dos membros inferiores e a circulação sanguínea.

Simulador de caminhada

Um dos queridinhos das academias ao ar livre, o simulador de caminhadas é o aparelho que estimula a coordenação motora e a mobilidade dos membros inferiores. Mas os seus benefícios não param por aí!

Ele também é responsável pelo trabalho do cinturão muscular do quadril, além do fortalecimento das coxas e das funções cardiorrespiratórias. É o aparelho ideal para quem busca mais disposição para o dia a dia.

Puxador costas com peitoral

Nesse modelo, o foco é o fortalecimento dos membros superiores. O puxador costas com peitoral apresenta duas funções em um único aparelho: abrange o grupo muscular do peitoral, que trabalha as estruturas de ombros, braços, peitoral e mama (no caso das mulheres) e melhora a postura.

Já na função puxador de costas, os grupos musculares acionados são os ombros e as costas.

Simulador de escada

O simulador de escada é uma ótima alternativa para o trabalho dos membros inferiores: coxas, glúteos e panturrilha. Além disso, o aprimoramento das funções cardiorrespiratórias também é um benefício que merece destaque nesse aparelho.

Esqui

O simulador de esqui representa um pacote completo para o condicionamento físico dos usuários. Isso porque, embora o foco sejam as coxas e glúteos, ele reflete nos músculos do corpo de uma forma geral.

Em suma, o esqui vai trabalhar diversos grupos musculares importantes, contribuindo para o equilíbrio, a coordenação motora e o reflexo. Além disso, as hastes verticais do aparelho ajudam a estimular a flexibilidade e a resistência dos músculos posteriores do tronco, como braços, costas e peitoral.

Abdominal

Em uma academia ao ar livre completa não poderia faltar equipamentos de abdominal. Nesse caso, o simulador de surf é um aparelho de ginástica altamente recomendado, pois ajuda não apenas no fortalecimento do abdômen mas também na definição da cintura e na redução de dores nas costas.

Simulador de cavalgada

O objetivo do simulador de cavalgada é possibilitar o trabalho da musculatura superior (quando a força é depositada nos braços e na musculatura das costas e bíceps) e inferior (quando o esforço é maior nas pernas ou quadríceps). Devido à sua versatilidade, é um equipamento de presença garantida nas academias ao ar livre.

Surf

A finalidade do surf é dar flexibilidade às pernas, quadril e região lombar. É um aparelho que permite o trabalho múltiplo de resistência e alongamento dos músculos inferiores. Consequentemente, o treino no surf tem como ponto de destaque a amenização das dores nas costas.

Além disso, o seu movimento horizontal também funciona para definir e afinar a cintura, o que torna esse equipamento bastante popular entre as mulheres que treinam nas academias ao ar livre.

Diante de todos esses benefícios, podemos dizer que o surf é um item não pode ficar de fora do seu projeto de academia ao ar livre.

Remada sentada

A remada sentada é outro tipo de aparelho que não pode faltar em uma academia ao ar livre completa. Ele imita o movimento dos atletas de remo na prática do esporte. Como foco, há o trabalho da região dos ombros, pescoço e parte superior das costas.

É um equipamento de fácil utilização e que também auxilia no tratamento de alguns problemas, como bursite e tendinite.

Qual é a importância de poder trabalhar o corpo todo na academia ao ar livre?

São vários os motivos que corroboram a importância de poder trabalhar o corpo em uma academia ao ar livre, mas, de forma resumida, podemos dizer que todos eles vão de encontro a um aspecto maior, que é a qualidade de vida.

Investir em um espaço para academia ao ar livre traz ótimos resultados — e não somente para a saúde física dos indivíduos, mas para que eles encontrem o equilíbrio entre o corpo e a mente.

As academias ao ar livre também têm um papel de integração social, tendo em vista que oferecem a oportunidade das pessoas de diferentes faixas etárias exercitarem gratuitamente.

O que uma academia ao ar livre completa precisa ter?

Quando o assunto é academia ao ar livre, não existe um padrão rígido que deve ser aplicado em todos os casos. Obviamente, é fundamental seguir as diretrizes de segurança para a escolha do local e a instalação dos aparelhos. No entanto, cada projeto pode apresentar as suas peculiaridades.

Para montar uma AAL completa, o ponto mais importante é fornecer alternativas que trabalhem o corpo de forma bem ampla, isto é, que permita o fortalecimento dos principais músculos, bem como o condicionamento aeróbico.

Os melhores projetos têm como objetivo permitir a execução de atividades focadas em todos os grupos musculares, sempre considerando os pilares de fortalecimento, desenvolvimento da musculatura, circuitos aeróbicos e alongamento.

Qual é o espaço mínimo necessário para montar uma academia ao ar livre?

Um dos aspectos primordiais no passo a passo da academia ao ar livre é a análise correta do espaço em que os aparelhos serão inseridos. Normalmente, ele vai variar de acordo com a quantidade de aparelhos, planejamento e organização — e não existe uma regra absoluta sobre o tamanho necessário.

Nesse contexto, o mais importante é que haja um campo suficiente para a utilização dos aparelhos de forma segura e também para locomoção das pessoas no ambiente.

A dica, portanto, é começar por alternativas que sejam de livre acesso aos moradores, e, sobretudo, não os expor a riscos. Encontrada essa opção, o próximo passo importante é considerar se o local possui um solo nivelado, que proporcione a instalação adequada dos aparelhos.

Qual é o piso ideal para isso?

O principal critério de piso para as estações de treinamento ao ar livre é a cimentação, até porque esse processo é necessário para a fixação dos aparelhos. Contudo, no que diz respeito às alternativas de acabamento, há um leque mais amplo a ser considerado.

O que jamais pode acontecer é o uso de qualquer material que gere riscos. Em solos irregulares, por exemplo, é obrigatória a construção de uma base de concreto para cumprir esse requisito. Além disso, os aparelhos têm uma necessidade de perfuração mínima de 50 cm do solo para fixação.

Normalmente, nas praças e demais ambientes públicos, o cimento é o tipo de piso predominante. No entanto, isso não impede o uso de emborrachados, grama sintética ou outros materiais compatíveis. O piso é uma parte personalizável nos projetos de academia ao ar livre.

[Infográfico] Como montar uma academia ao ar livre completa? Descubra! 1

Quais são os benefícios de investir em uma academia ao ar livre?

A repercussão positiva de uma academia ao ar livre vai muito além dos benefícios individuais. Ela reflete em bons resultados para a comunidade de um modo geral. Confira a seguir quais são essas vantagens.

Integração social

O fator econômico é, sem dúvidas, um dos principais obstáculos para que as pessoas deixem a prática de atividade física em segundo plano. Por esse motivo, o desenvolvimento de projetos de academia ao ar livre representa um mecanismo de incentivo à inclusão social.

O raciocínio é simples: você automaticamente gera a possibilidade de esses indivíduos desfrutarem dos aparelhos gratuitamente e se beneficiarem de uma rotina mais saudável de forma igualitária.

Isso se aplica em todos os ambientes em que o sistema é instalado. Nos condomínios, por exemplo, favorece o convívio entre os moradores; nos ambientes corporativos, estimula a interação entre os colaboradores.

Qualidade de vida

Um dos maiores desafios da sociedade moderna é lidar com o ritmo acelerado de vida, as tarefas repetitivas, a predominância de ambientes fechados e o estresse no trabalho.

Em virtude desse ciclo vicioso, acaba faltando tempo e motivação para desenvolver novas experiências e cuidar da saúde física e emocional, bem como disposição para frequentar uma academia.

Nesse cenário, as atividades ao ar livre entraram em cena despertando algo diferente, um incentivo para as pessoas dedicarem parte do seu dia aos cuidados pessoais, aumentando a qualidade de vida.

Isso porque, em primeiro lugar, esse tipo de academia estará em locais próximos e de fácil acesso, como na praça do seu bairro, nos condomínios ou na empresa. Com isso, não se perde tanto tempo com deslocamento.

Ademais, uma academia ao ar livre completa funciona muito bem para diferentes públicos — como as famílias, representando um momento de interação entre pais e filhos. Enfim, é uma oportunidade de agregar novas vivências e, ao mesmo tempo, manter a saúde em dia.

Segurança

A presença de academias ao ar livre nos espaços públicos também é sinônimo de aumento da segurança naquela região. A rotatividade de pessoas para a prática de exercícios naquela área é um fator que inibe a criminalidade, gerando benefícios para todos que ali convivem.

Flexibilidade

Mais do que a economia de tempo e dinheiro, uma academia ao ar livre completa se encaixa perfeitamente à rotina do usuário, ou seja, ele não fica preso a horários. Assim sendo, pouco importa se a rotina de exercícios é mais adaptável a uma agenda da manhã, tarde ou noite: os aparelhos estarão disponíveis em tempo integral.

Como você pôde ver, montar uma academia ao ar livre completa não é nenhum bicho de sete cabeças. Com o auxílio de profissionais competentes, equipamentos bonitos, funcionais e de alta qualidade, é possível transformar a vida de muitas pessoas com qualidade de vida e, de quebra, para um ambiente mais saudável.

Gostou das dicas? Quer implementar uma academia ao ar livre? Entre em contato com a Ginast e conheça as soluções ideais para o seu projeto.

[Infográfico] Como montar uma academia ao ar livre completa? Descubra! 2
DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0