Ginast Academia ao ar Livre - Equipamentos Certificados‎
Clique aqui e envie sua mensagem

12 Aparelhos de Academia ao Ar Livre para implementar em praças públicas

12 Aparelhos de Academia ao Ar Livre para implementar em praças públicas

A população brasileira sempre acolheu muito bem as novas oportunidades gratuitas para cuidar da saúde. Prova disso é o sucesso dos aparelhos de Academia para Praças Públicas em diversas cidades em todo o Brasil.

Somente no Estado de São Paulo, de acordo com o próprio Governo, atualmente existem mais de 1500 Academias ao Ar Livre em todo o território Paulista. Além das Prefeituras e outros Órgãos Públicos, esses empreendimentos também podem ser instalados e mantidos por Empresas e Entidades Locais.

As praças são lugares muito estratégicos para a implementação dos aparelhos, pois estão presentes na maioria dos Bairros. Além do fácil acesso e gratuidade, para estimular ainda mais a prática das atividades ao ar livre, os equipamentos devem ser bonitos, funcionais e de alta qualidade, é claro. Ademais, as Academias ao Ar Livre podem ser utilizadas por diversas faixas etárias, desde adolescentes à adultos e Terceira Idade. A seguir, vamos conhecer quais são os principais aparelhos de Academia para serem instalados em Praças Públicas:

 

1. Simulador de cavalgada

Esse simulador é capaz de movimentar e fortalecer toda a parte superior do corpo, dependendo da região em que o praticante coloca mais força. Se for no braço, costas e bíceps serão acionados. Se for nas pernas, o quadríceps é que será ativado. Por ser tão versátil, ele marca presença nos espaços públicos.

12 Aparelhos de Academia ao Ar Livre para implementar em praças públicas 1

A forma correta de usar o simulador de cavalgada é puxando o apoio com as mãos até chegar perto do peito, ao mesmo tempo em que se empurra o suporte inferior com os pés e exerce a contração necessária nos músculos acionados.

Sendo assim, o aparelho de cavalgada simula a sensação de estar em cima de um cavalo, com o adicional de fortalecer os músculos superiores em movimentos constantes de vai e vem.

2. Esqui

Esse é um dos aparelhos de academia para praças públicas mais procurados. Proporcionando um exercício fácil e prazeroso, o esqui é uma boa pedida para os idosos. Até mesmo as crianças adoram essa prática. Ele ativa pernas, quadril, braços e ombros, auxiliando a função cardiorrespiratória e o equilíbrio.

12 Aparelhos de Academia ao Ar Livre para implementar em praças públicas 2

Para a utilização correta, é preciso encaixar os pés no suporte e deslizar as pernas para frente e para trás, enquanto os braços seguram as hastes e acompanham o movimento — que devem ser feitos por, pelo menos, dez minutos.

O esqui vai trabalhar diversos grupos musculares funcionalmente importantes, como a região anterior da coxa e o quadril. Com as hastes verticais, é possível estimular a flexibilidade e a resistência muscular dos músculos posteriores do tronco, além do peitoral, do ombro e dos braços.

Durante o movimento, o usuário deve manter o equilíbrio e trabalhar a coordenação motora. Portanto, é um exercício bem completo. Por ser tão requisitado, é possível instalar a versão individual desse aparelho ou diversas unidades lado a lado.

3. Simulador de caminhada

Esse aparelho é muito fácil de ser utilizado: basta colocar os pés no suporte e fazer um pouco de força para frente e para trás para realizar movimentos semelhantes aos de uma caminhada.

12 Aparelhos de Academia ao Ar Livre para implementar em praças públicas 3

O simulador de caminhada ajuda a melhorar a coordenação motora e a mobilidade dos membros inferiores, sendo um dos mais requisitados para as academias ao ar livre instaladas em praças.

Isso é possível devido ao trabalho de todo o cinturão muscular do quadril, além do fortalecimento anterior e posterior das coxas, proporcionando mais disposição diária para seus praticantes.

Contudo, é importante estar na posição correta para não sobrecarregar os músculos, o que pode causar dores após a utilização e reduzir a prática nos aparelhos.

4. Surf

Essencial para flexibilizar as pernas, o quadril e a região lombar, treinar no aparelho de surf pode amenizar as dores nas costas. O movimento horizontal também define e afina a cintura, o que torna esse equipamento muito procurado pelas mulheres que treinam nas praças.

12 Aparelhos de Academia ao Ar Livre para implementar em praças públicas 4

Seu uso é simples: basta subir com os dois pés na plataforma, segurar firme nas barras laterais e começar a se balançar de um lado para o outro.

Esse é um equipamento que permite o trabalho múltiplo de resistência muscular e alongamento dos músculos dos membros inferiores. Para as regiões anteriores e posteriores da coxa e a panturrilha, há um banco móvel com apoio para a coluna vertebral — todo ele está conectado a um poste de cerca de 1,1 metro de altura.

Nesse aparelho de ginástica para praças públicas, há também um conjunto de pedais fixos. Isso permite que o usuário utilize o peso do próprio corpo como carga para a extensão das articulações do joelho, do quadril e do calcanhar.

Para o trabalho dos músculos laterais da coxa e de todo o cinturão do quadril, existe uma haste vertical móvel com dois apoios para os pés. O usuário fica em pé na estrutura, segurando os apoios laterais, e faz movimentos laterais de adução e abdução do quadril. É um excelente aparelho para desenvolver o equilíbrio e a coordenação motora.

5. Remada sentada

A remada sentada também está na nossa lista de aparelhos de ginástica para praças públicas. Ao imitar o movimento que os esportistas de remo fazem, os praticantes fortalecem toda a cintura escapular (região composta por ombros, parte superior das costas e atrás do pescoço).

12 Aparelhos de Academia ao Ar Livre para implementar em praças públicas 5

A remada sentada individual é um dos aparelhos mais versáteis quando se pensa na instalação de academias em praças públicas, pois é muito fácil para os indivíduos executarem os movimentos.

O exercício nesse aparelho também promove grande ajuda para quem sofre com bursite ou tendinite, mas precisa ser feito com os cotovelos na altura dos ombros para evitar o aparecimento de lesões.

6. Múltiplo exercitador

O múltiplo exercitador é um dos equipamentos mais completos para as academias nas praças. Ele conta com uma série de articulações que permite o trabalho dos músculos dos membros superiores e inferiores nas posições sentada e em pé. Com ele, é possível fazer tanto exercícios de resistência muscular quanto alongamentos dinâmicos e isométricos. Desse modo, oferece um programa completo para prevenção de perda muscular em idosos e reabilitação.

Ele funciona da seguinte forma: há duas cadeiras ligadas a uma barra inferior e a um conjunto de barras superiores para exercícios de flexão e extensão de braços. Em um dos bancos, também está um conjunto de barras laterais para remadas. Lateralmente, há duas barras e um disco para alongamentos.

Um bom múltiplo exercitador deve ser feito com material resistente, como peças em aço carbono, polipropileno e PVC flexível. Mensalmente, também é recomendável fazer a lubrificação das articulações e uma verificação completa do estado do aparelho.

7. Puxador costas com peitoral

Produzido para aguentar grande resistência, por ser constituído de chapas de aço carbono, o puxador de costas tem tubos e extremidades que evitam a infiltração de água, impedindo danos corrosivos em decorrência de chuvas e outros acontecimentos climáticos.

Esse é um aparelho muito completo para exercitar os membros superiores e o tronco, possibilitando o fortalecimento e a flexibilidade dos braços, do peito e das costas. Em menor medida, trabalha também os músculos do ombro, como a parte anterior do deltoide. É formado por dois bancos conectados a um sistema de hastes e articulações que permitem os seguintes movimentos:

  • extensão do peitoral com o trabalho dos músculos peitoral maior e menor, além do serrátil anterior;
  • rotação das escápulas com o trabalho principal do trapézio e dos romboides e, em menor medida, do deltoide posterior;
  • flexão e extensão do cotovelo, como movimentos acessórios.

Porém, como todo aparelho de academias ao ar livre, é imprescindível fazer as manutenções semanal e mensal, que incluem análise de imperfeições ou danos nas articulações do aparelho que dificultam o funcionamento adequado.

8. Bicicleta de cadeira individual

Esse também é um equipamento muito importante para os membros inferiores. Nele, temos um banco com apoio e uma haste horizontal com um pedal móvel na ponta. Assim, o usuário tem de manter a perna erguida para pedalar.

Ele objetiva o desenvolvimento de toda a musculatura das pernas e das coxas para as atividades diárias, como andar e subir escadas. Assim, é um aparelho que contribui para dar o máximo de funcionalidade ao cotidiano dos idosos.

Com ele, são feitas atividades aeróbicas sentadas para o aumento da resistência muscular. Como resultado, conquistam-se os seguintes benefícios:

  • aumento da flexibilidade dos membros inferiores;
  • aumento da capacidade e reserva cardiorrespiratória;
  • ativação da circulação sanguínea.

Tudo isso é excelente para prevenir diversas doenças nos idosos. A flexibilidade reduz o risco de quedas, enquanto a melhoria da reserva cardiorrespiratória impede internações durante agravos mais sérios. Já o fortalecimento da panturrilha otimiza o retorno venoso, evitando o surgimento de trombos.

As recomendações para sua manutenção incluem verificação do estado geral do equipamento, análise da lubrificação das articulares e constatação da integridade dos parafusos e das porcas.

9. Rotação vertical com diagonal duplo cadeirante

Esse equipamento é um poste de 1,5 metro de altura, ligado a uma barra diagonal que apresenta duas barras giratórias nas extremidades. Também conta com uma barra giratória unida diretamente ao poste. Seu objetivo é o trabalho muscular dos membros superiores, a fim de melhorar a coordenação motora e a mobilidade das articulações.

Portanto, ele permite exercícios de alongamento dinâmico e isométrico dos braços, ombros e cotovelos. É uma opção bem segura, já que o risco de queda é quase nulo.

Além disso, esse equipamento tem a versão para cadeirante, que otimiza os exercícios físicos para quem tem limitações articulares nos membros inferiores, mas que necessitam fortalecer os braços.

Para assegurar a durabilidade do aparelho, é importante pesquisar possíveis corrosões nas partes metálicas, analisar se o processo de cimentação mantém-se adequado e se certificar de que não existem imperfeições durante as inspeções de manutenção.

10. Espaldar

Trata-se de um aparelho utilizado para diferentes formas de alongamento, como flexões de braços sob elevação. Constituído por tubos e chapas em aço nas dimensões 2 1/2″, 2″, 1 1/4 e 1″, tem extremidades blindadas que impedem a penetração da água.

Os movimentos de alongamento são feitos com apoio dos braços para esticar adequadamente as pernas ou um simples apoio a uma distância mínima para alongar os braços.

Também é possível segurar na metade do aparelho para abaixamento e alinhamento da coluna vertebral, sendo indicado fazer essas séries antes e depois dos outros exercícios para não desenvolver lesões.

Assim como nos demais aparelhos, é importante analisar a cimentação e as possíveis corrosões e imperfeições. A lubrificação, que assegura a estabilidade estrutural desse aparelho tão versátil, é mais um item importante.

11. Abdominal individual

Como o próprio nome já faz referência, o abdominal individual é um aparelho que recruta diversos grupos musculares dessa região do corpo, trazendo mais agilidade e fortalecimento da musculatura.

O abdominal individual é fabricado a partir de tubos constituídos de chapas em aço carbono de alta resistência, facilitando a posição do praticante no sentido de vai e vem para exercitar o abdômen.

Seu uso é recomendável para pessoas acima de 12 anos. Conforme indicações de um especialista, é possível modificar a postura para trabalhar os grupos musculares em diversos ângulos.

A manutenção desse aparelho de dimensões 570x518x1675mm envolve a identificação de imperfeições ou estragos visualmente aparentes, avaliação da cimentação, além da análise da pintura.

12. Barra fixa com alongador

O alongador duplo é um equipamento semelhante a um poste com duas alças com cerca de 2,13 metros de altura. É duplo pois pode ser utilizado por duas pessoas simultaneamente.

Seu objetivo é facilitar o alongamento dinâmico e estático dos membros superiores e inferiores dos praticantes da atividade física. Assim, ele oferece um programa diversificado para o fortalecimento dos braços e ombros, além da otimização da performance das pernas e coxas.

Para evitar acidentes, deve ser fabricado com materiais altamente resistentes, como o aço carbono. Afinal, os usuários poderão apoiar todo o peso sobre ele. Para a manutenção, suas peças articuladas devem se manter sempre lubrificadas e a segurança dos parafusos conferida.

Quais são as vantagens dos aparelhos de ginástica para praças públicas?

Todos os aparelhos de academia para praças públicas mencionados desenvolvem movimentos funcionais, fortalecem grupos musculares, gera um aumento no desempenho físico e na flexibilidade.

Ao usufruir dos equipamentos, utiliza-se o peso do próprio corpo para a carga do exercício. Logo, eles apresentam diversas vantagens, como:

  • melhoria da capacidade e reserva cardiovascular, indo além de exercícios hipertróficos tradicionais — esses benefícios são obtidos tanto nos aparelhos mais específicos quanto nos gerais;
  • trabalho dos pequenos músculos e da musculatura acessória durante os movimentos, o que melhora a resistência e traz mais estabilidade a todo o tipo de movimento — a resistência é a capacidade fundamental que fortalece significativamente a musculatura;
  • melhoria da consciência corporal e estímulo do sistema nervoso nas áreas de manutenção de equilíbrio e coordenação motora — condições essenciais para o aumento de funções cognitivas, como memória e concentração;
  • auxílio no alongamento e no fortalecimento das articulações, trazendo bem-estar geral.

Vale ressaltar que o sedentarismo é uma das principais causas de doenças em todas as faixas etárias. Entretanto, todas as prefeituras que implementam os programas de academia na cidade percebem uma redução nas taxas de morbidade, de acordo com um estudo feito pela UFMG. Logo, licitações para esse tipo de projeto estão sendo cada vez mais frequentes.

Além disso, as empresas que patrocinam esses equipamentos ganham uma imagem positiva de responsabilidade social. Desse modo, o setor privado também se beneficia com esse investimento. Afinal, todos os aparelhos para espaços abertos podem melhorar bastante a qualidade de vida da população local, conforme outro estudo realizado pela UFMG.

Convivência e Bem Estar

A utilização de espaços públicos ao ar livre para a prática de atividades físicas recorrentes, também geram benefícios como a diminuição da incidência de doenças passíveis de prevenção, menor estresse e mais disposição para lidar com as atividades cotidianas.

Ademais, pode-se perceber grandes melhorias no que tange a saúde mental, emocional e psíquica, por propiciar momentos de leveza, lazer e bem estar.

Também é um espaço de encontro com familiares, amigos e colegas, seja para um momento de descontração, como da prática de exercícios, a fim de, juntos, desenvolverem uma rotina saudável na medida em que ocorre um incentivo mútuo entre si.

Como Implementar Aparelhos de Academia ao Ar Livre

Viu como os aparelhos de academia para praças públicas são tão importantes? Ao optar por implementá-los em seu projeto, é fundamental buscar por uma empresa de referência no mercado, capaz de entregar equipamentos íntegros, resistentes e de acordo com o perfil dos usuários que os utilizarão.

Nesse sentido, busque referências de empresas em outros municípios, verificando com os gestores se os equipamentos fornecidos são de excelente qualidade, prezam pela segurança dos indivíduos e têm bastante durabilidade.

Também é essencial analisar a relação entre custo e benefício, ou seja, se o investimento financeiro será avaliado positivamente ao longo do tempo. Você pode fazer isso por meio de projeções ou consultorias de outros municípios que já implantaram as academias. Esse aspecto econômico é particularmente útil para viabilizar o projeto e iniciar os trâmites burocráticos relacionados.

As academias em praças públicas se tornaram uma febre nas cidades, tanto pela facilidade de utilização dos aparelhos quanto pelo acesso ao espaço de convivência entre os indivíduos de todas as idades. Os equipamentos instalados propiciam autonomia dos praticantes para realizar suas atividades. Os benefícios são evidentes para a população.

Quer implementar a sua Academia ao Ar Livre em Praça Pública?! Entre em contato com a Ginast e tenha todo o suporte dos nossos especialistas para fazer a escolha mais assertiva dos Aparelhos para o seu Projeto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Uma resposta para “12 Aparelhos de Academia ao Ar Livre para implementar em praças públicas”

  1. amanda disse:

    teste conversão commentform

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0