Ginast Academia ao ar Livre - Equipamentos Certificados‎
Clique aqui e envie sua mensagem

4 dicas para montar uma academia ao ar livre no condomínio

4 dicas para montar uma academia ao ar livre no condomínio

Montar uma academia ao ar livre para o condomínio é uma excelente oportunidade para promover o bem-estar e a saúde de todos, reduzir o estresse e valorizar financeiramente a estrutura predial, tendo em vista novos compradores.

Os benefícios de uma academia ao ar livre são notórios para os usuários no que se refere à redução do sedentarismo e sobrepeso, aumento da qualidade de vida, prática de esportes e economia de recursos financeiros de quem pagava mensalidade em academias de ginástica externas ao condomínio.

No entanto, é preciso levantar adequadamente os custos, analisar os equipamentos conforme a demanda dos usuários, selecionar a área mais indicada para instalação e conscientizar todos sobre os cuidados no ambiente.

Por isso, se quiser saber mais sobre como montar uma academia ao ar livre para o condomínio, fique por aqui que daremos dicas importantes!

1. Considere a área disponível

A área onde será instalada a academia ao ar livre no condomínio deve ser ampla, com solo adequado ou que permita a instalação dos equipamentos. Além disso, deve ser um local de fácil acesso aos moradores.

Contudo, é possível adaptar pequenos espaços para inserir os aparelhos de ginástica, desde que se considere a distância mínima para que os usuários consigam utilizá-los sem atrapalhar o exercício dos outros.

Para chegar a esse consenso é importante buscar informações dos fabricantes de aparelhos de ginástica, que também podem ajudar na escolha do terreno mais adequado para essa empreitada.

2. Avalie as especificidades do solo

Atualmente, é possível instalar aparelhos de ginástica para academias ao ar livre em praticamente todos os tipos de solo, exceto aqueles que estão constantemente encharcados devido à retenção de água.

Além disso, existe a possibilidade de instalar os aparelhos de ginástica a partir de uma platô de concreto com perfuração, que varia de 60 a 80 cm e que será avaliada previamente pela equipe responsável.

Sendo assim, é possível viabilizar uma academia ao ar livre em diversos tipos de solos, com adaptações possíveis, aumentando as chances de instalação para usufruto seguro dos usuários.

3. Pesquise sobre os aparelhos de ginástica

Além da área física predeterminada, também é fundamental levantar as demandas dos moradores sobre quais aparelhos devem ser instalados, considerando a acomodação de cada um deles.

Nesse quesito, é interessante pensar em equipamentos que trabalham diversos músculos ao mesmo tempo, que podem ser utilizados por mais de um morador concomitantemente, variando também entre os mais simples e os mais complexos.

Feito isso, é importante apurar os custo de cada um e avaliar se o valor está dentro do orçamento previsto para esse projeto, discutindo, de preferência em reunião de condomínio, as propostas mais adequadas.

A seguir, listaremos alguns equipamentos mais solicitados para montar academias ao ar livre nos condomínios.

Remada sentada individual

Sentar em um cadeira adaptada e simular movimentos como se estivesse remando em alto mar é a proposta do aparelho remada sentada individual, que trabalha principalmente os membros superiores e as costas.

4 dicas para montar uma academia ao ar livre no condomínio 1

Para tanto, é fundamental fazer movimentos repetitivos e constantes por alguns minutos e aumentar a frequência de remadas conforme o nível de resistência de cada um para otimizar o ganho de massa muscular.

Caminhada individual

O aparelho que simula uma caminhada individual  é um dos mais pedidos devido à facilidade para instalação e utilização pelos moradores, bem como pelo menor espaço físico ocupado na academia ao ar livre.

A simulação de uma caminhada mais intensa ajuda na coordenação motora e no aumento da mobilidade das pernas enquanto trabalha concomitantemente os músculos do braço nos movimentos cruzados.

Esqui individual

O esqui individual é um aparelho bem requisitado, pois ocupa um espaço menor se comparado a outros que podem ser usados por mais de uma pessoa ao mesmo tempo. Sua principal função está relacionada ao aumento da flexibilidade dos braços e pernas.

Esse aparelho simula o esqui e, por isso, demanda por equilíbrio do usuário, e a velocidade pode ser aumentada conforme destreza ao longo dos treinos, otimizando, assim, a capacidade cardiorrespiratória.

Elíptico mecânico triplo

O aparelho elíptico mecânico triplo é muito solicitado quando se opta por montar uma academia ao ar livre no condomínio, principalmente devido às vantagens para a saúde dos usuários.

O modo de usar é simples, recrutando os músculos dos membros inferiores e superiores, sendo um exercício completo, que garante uma melhora gradativa da condição respiratória e normalização dos parâmetros cardíacos.

Pressão de pernas triplo

O aparelho de pressão de pernas triplo é composto de três bancos para os usuários utilizarem simultaneamente e flexionarem o joelho em movimentos de vai e vem. Sua função principal é o fortalecimento da musculatura das coxas, região do quadril e parte posterior das pernas.

O ideal é que se faça pelos menos três repetições com 5 ou mais flexões e ir aumentando progressivamente conforme adaptação do organismo ou recomendação de um profissional que auxilia no treino.

4. Busque empresas parceiras

Após o levantamento do espaço físico e o do número de aparelhos que serão instalados, o próximo passo é buscar empresas que fornecem esses equipamentos e garantam a qualidade do serviço.

Nesse sentido é fundamental averiguar as documentações que a credenciam como fornecedoras de aparelhos de ginástica ao ar Livre, analisar minuciosamente as cláusulas de contrato e as condições para manutenção e instalação dos equipamentos.

Sabe-se que existem poucas empresas neste ramo e por isso a seleção não será difícil, porém algumas prezam por serviços de alta qualidade, emitindo inclusive certificados de segurança dos aparelhos de ginástica ao ar Livre, como também compartilham as principais informações sobre manutenção periódica, avaliação das peças uteis, dentre outras variáveis.

Também é interessante buscar referências de outros clientes que já utilizaram o serviço de forma a obter um opinião imparcial sobre a eficiência, competência, idoneidade e seriedade da empresa.

Entender os passos para montar uma academia ao ar livre no condomínio é crucial para que tudo aconteça dentro do esperado. Para tanto é imprescindível definir em assembleia dos condôminos, o espaço físico destinado a essa empreitada, e relação de aparelhos a serem adquiridos, o custo de cada um e principalmente a contratação de empresa confiável para viabilizar todo o trabalho.

E você, ainda tem dúvidas sobre esse assunto? Então, entre em contato conosco e saiba como adquirir o seu Projeto de Academia ao Ar Livre!

academia ao ar livre para condomínio
4 dicas para montar uma academia ao ar livre no condomínio 2
0