Ginast Academia ao ar Livre - Equipamentos Certificados‎
Clique aqui e envie sua mensagem

[Infográfico] Academia ao ar livre é seguro? Entenda aqui!

[Infográfico] Academia ao ar livre é seguro? Entenda aqui!

Uma das preocupações da população é saber se praticar academia ao ar livre é seguro. Tal incerteza é potencializada principalmente devido ao contexto de contaminação pelo novo coronavírus.

No entanto, se forem tomados os devidos cuidados individuais e coletivos, é possível desfrutar dos equipamentos da academia ao ar livre e garantir mais saúde física e mental aos frequentadores.

Se você ainda está em dúvida sobre realizar exercícios ao ar livre, não deixe de ler este conteúdo e descubra o quanto essa prática é benéfica para sua saúde!

Por que fazer academia ao ar livre?

A academia ao ar livre é uma oportunidade única para exercitar os membros inferiores e superiores em equipamentos adequados, disponíveis e acessíveis em locais públicos a quem desejar por contarem também com a manutenção periódica.

Além disso, não tem disputa por equipamentos, pois é possível fazer em diversos horários, nos fins de semana e em companhia de pessoas queridas que incentivam umas às outras durante o treino.

Outro ponto interessante é que algumas academias ao ar livre possibilitam instalar equipamentos para pessoas com mobilidade reduzida, o que favorece a inclusão de todos os praticantes de atividade física.

A academia ao ar livre também é uma alternativa para quem não pode arcar com os custos de um centro de treinamento particular, mas pretende manter a saúde física pela regularidade em fazer os exercícios.

Quais são os cuidados ao frequentar a academia ao ar livre?

Considerando as vantagens apresentadas anteriormente, é preciso entender que existem alguns cuidados específicos para quem se exercita ao ar livre devido aos fatores externos. Saiba quais são eles!

Faça exercícios conforme as instruções do aparelho

Os aparelhos da academia ao ar livre foram instalados, ajustados e galvanizados para serem utilizados por adultos, idosos ou crianças maiores de 12 anos. Portanto, o uso por crianças abaixo dessa faixa etária é desaconselhado devido ao risco de se machucarem seriamente.

Sendo assim, é importante que os frequentadores sigam as orientações descritas no aparelho e se possível façam os treinamentos com o acompanhamento de um profissional de saúde.

Seguindo as figuras descritas nos aparelhos e as orientações dos profissionais de saúde, os benefícios da utilização dos aparelhos de ginástica serão notórios. Afinal de contas, eles melhoram o condicionamento físico e a capacidade respiratória e muscular, por exemplo.

Proteja-se do sol

Ao usar os equipamentos de ginástica em períodos com maior incidência do sol, como nos intervalos de almoço, é fundamental utilizar protetor solar e um chapéu adequado para não desenvolver queimaduras solares.

Também é interessante certificar-se previamente se, diante da exposição ao sol, os equipamentos ficarão muito quentes, o que pode inviabilizar a realização das flexões adequadamente.

O ideal é esperar o horário de sol menos intenso ou realizar os exercícios nos aparelhos que já se encontram na sombra, a fim de não se expor demasiadamente e desenvolver doenças de pele.

Após as 10 horas, o sol começa a se intensificar. Por isso, é recomendado o uso de protetores com fator 30, pelo menos. O produto deve ser espalhado em todas as regiões do corpo, especialmente naquelas que ficarão mais expostas, como ombros, braços e pernas.

Hidrate-se frequentemente

Durante o exercício físico, ocorre a perda de água pela transpiração. Isso acontece de forma particular com cada indivíduo. Enquanto alguns transpiram mais na cabeça, outros ficam com as camisas e junções (joelho, cotovelos etc.) pingando devido à perda de água.

Independentemente do local de maior transpiração — o que em si já determina qual é a melhor roupa a ser usada —, o mais importante é manter uma hidratação correta para repor os líquidos perdidos durante o treino.

Por isso, o indivíduo sempre deve colocar uma garrafa com água ou outro líquido com repositor de eletrólitos dentro da sacola destinada aos treinos, a fim de assegurar a hidratação das células após o exercício.

processo de compra de academia ao ar livre

Como proceder em um contexto de pandemia?

Devido aos novos acontecimentos que assolam o mundo com a pandemia do coronavírus, algumas localidades determinaram o fechamento dos espaços ao ar livre, enquanto outras estão em processo de reabertura.

Para os indivíduos que estão com desejo de reassumir as atividades físicas, é importante tomar alguns cuidados para evitar a contaminação pelo coronavírus, principalmente nesses ambientes coletivos. Confira as recomendações a seguir!

Use máscara

A máscara atualmente é um acessório obrigatório para ser utilizado nos espaços públicos em quase todos os municípios brasileiros. Por isso, ao realizar atividades físicas ao ar livre, seu uso é indispensável.

Logo, é importante ir com o acessório para as praças e sempre trocá-lo quando necessário, principalmente se a transpiração de líquidos na região da cabeça dificultarem a permanência dele no rosto.

As máscaras descartáveis são as mais indicadas para a prática das atividades físicas. Porém, se for inviável comprá-las, aconselhamos que os acessórios reutilizáveis sejam lavados após a ginástica.

Utilize álcool em gel

O álcool em gel é um produto antisséptico recomendado para passar nas mãos, nos objetos e nos equipamentos que serão utilizados. Por isso, é fundamental levar um frasco dessa substância para as praças.

Para não correr nenhum risco, recomendamos passar uma porção de álcool em gel nas superfícies dos equipamentos que terão contato com o organismo, como as cadeiras e os demais itens usados para flexão de pernas e braços.

Sempre que tocar em outras pessoas, mesmo que acidentalmente, reaplique o produto nas regiões de contato. Quando se tratar de idosos, pode ser interessante também usar luvas descartáveis durante a prática de exercícios, pois elas servem como uma barreira protetora para esse grupo cujo risco de complicações por contrair o coronavírus é maior.

Usar a academia ao ar livre é seguro. Aliás, em tempos de pandemia, ela é mais segura do que as convencionais. Para tanto, cabe aos frequentadores utilizar o espaço apenas se estiver liberado pelas prefeituras e de forma consciente, a fim de evitar a propagação do vírus. Siga as nossas dicas e não se esqueça da máscara e do álcool em gel.

Tem interesse em implementar academias ao ar livre em seus projetos? Quer saber como fazer isso? Então, entre em contato com a Ginast que orientaremos você sobre todos os passos!

[Infográfico] Academia ao ar livre é seguro? Entenda aqui! 1
0