Acabando com o sobrepeso: como ajudar a combater esse índice?

Acabando com o sobrepeso: como ajudar a combater esse índice?

Compartilhe:

Números são preocupantes, mas você pode ajudar diretamente a mudar a situação

Combater a obesidade é uma necessidade séria no Brasil. De acordo com a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgada em julho de 2019 pelo Ministério da Saúde, 55,7% da população tem excesso de peso.

Este é um indicativo sério, não por questões estéticas mas sim funcionais e biológicas, já que o excesso de peso pode resultar em doenças e limitações de saúde, as quais são prejudiciais à qualidade de vida.

A situação, porém, pode mudar, inclusive com sua participação direta, o que traria benefícios à população como um todo, algo que não se resume apenas em termos financeiros mas sim à melhoria da saúde das pessoas.

Vamos entender mais sobre os números que estão relacionados ao excesso de peso no país e como ajudar a reverter o quadro.

Como são os números sobre excesso de peso no Brasil?

Preocupantes, pois além de serem altos, eles vêm aumentando com o passar do tempo. Confira outros números divulgados pelo Ministério da Saúde na Pesquisa Vigitel, feita com 52.395 pessoas com mais de 18 anos de idade, nas 26 capitais do Brasil, além do Distrito Federal, entre fevereiro e dezembro de 2018:

  • Entre as pessoas com excesso de peso, a maior prevalência é entre os jovens de 18 a 24 anos.
  • O crescimento dos números de excesso de peso foi maior entre as mulheres (40%) do que os homens (21,7%) na comparação com o ano de 2006.
  • Ainda comparando com 2006, neste ano, o número de pessoas com excesso de peso era de 42,6%, 13,1% menor do que os 55,7% obtidos na pesquisa de 2019.
  • Em relação à obesidade, 11,8% da população se enquadrava nesta classificação em 2006, número que passou para 19,8% em 2018.
  • Entre 2006 e 2018, os índices de obesidade aumentaram em duas faixas etárias: pessoas de 25 a 34 anos (+84,2%) e de 35 a 44 anos (+81,1%). Ao comparar o aumento da população em geral, este foi de 67,8%.
  • Os níveis de obesidade foram maiores nas mulheres (20,7%) do que nos homens (18,7%), diferente do que tinha acontecido na pesquisa anterior, em que os homens lideravam neste quesito.
  • Entre as capitais, a que conta com o menor índice de obesidade entre os habitantes é São Luís (MA), com 15,7%. Quem lidera a lista nesse quesito é Manaus (AM), com 23%.
  • Houve também números positivos, como o aumento no consumo regular de frutas e hortaliças, que passou de 20% em 2008 para 23,1% em 2018, o que representou uma elevação de 15,5% no índice.
  • A prática de atividades físicas também aumentou 25,7% entre 2009 e 2018, tendo passado de 30,3% para 38,1%. 45,4% dos homens fazem pelo menos 150 minutos de atividades físicas por semana, contra 31,8% das mulheres.

Veja também: Exercícios físicos: 03 em cada 10 brasileiros na idade adulta praticam exercícios físicos e esportivos com regularidade

Como combater a obesidade e o sobrepeso?

Com números tão grandes no Brasil, é evidente que há necessidade de pensar em estratégias e alternativas para superar o quadro, já que ele pode evoluir e se tornar em um verdadeiro problema de saúde pública.

Quem busca saber como ter uma alimentação saudável e qualidade de vida pode atingir esse objetivo, já que a alimentação possui um papel fundamental no controle de peso, mas já outra oportunidade que permite ir ainda além: a prática de exercícios físicos.

38,1% da população brasileira pratica atividades físicas, mas esse é um número que deveria ser ainda maior, já que com uma população estimada em torno de 210 milhões de habitantes, isso representa aproximadamente 130 milhões de pessoas que não se exercitam.

Para que você possa ajudar o sobrepeso, a instalação de academias ao ar livre é uma medida e tanto, já que oferece às pessoas a possibilidade de melhorar sua saúde.

Os benefícios de praticar atividade física são muitos, tanto para o corpo quanto para a mente, os quais já podem ser sentidos a curto prazo, como a perda de peso e a redução dos níveis de gordura corporal, por exemplo.

Pessoa medindo se está com sobrepeso

Entre as vantagens de proporcionar uma academia ao ar livre para combater a obesidade, algumas que se destacam são as seguintes:

Exercícios de graça

Nem todas as pessoas têm condições financeiras de fazer matrícula em uma academia e pagar as mensalidades. As academias ao ar livre isentam completamente essa necessidade, já que ficam disponíveis ao público.

Versatilidade

Tais academias geralmente são vistas em parques, praças e espaços abertos, mas sua instalação também pode ser feita em locais particulares e até mesmo em espaços fechados, sem qualquer prejuízo em termos de funcionalidade.

Investimento que cabe no orçamento

Seja para sua instalação em empresas, condomínios, parques ou quaisquer outros ambientes, o valor de investimento necessário é bem menor do que para aparelhos de academias tradicionais, principalmente no que tange à infraestrutura.

Durabilidade e resistência

Com os devidos cuidados, as academias ao ar livre podem ajudar a combater a obesidade por anos ou até décadas a fio, o que consiste em manutenções preventivas relativamente simples e, se for necessário, manutenções corretivas esporádicas.

Abrangência de públicos

Jovens, adultos e idosos podem se exercitar tranquilamente nas academias ao ar livre, que também possuem opções para portadores de necessidades especiais, de modo que todos os públicos possam desfrutar delas.

Valorização

No caso de sua instalação em condomínios residenciais e até comerciais, isso tende a valorizar o empreendimento, pois os interessados perceberão que houve uma preocupação com a saúde ali, em um espaço que os ajudará cuidar da saúde.

Os números chamam a atenção, mas é possível ajudar a melhorar essa situação com as academias ao ar livre, capazes de ajudar consideravelmente na saúde física, mental e social a curto, médio e longo prazo.

Combater a obesidade é uma necessidade latente, e as academias ao ar livre são perfeitas para ajudar nessa questão, seja nas academias para idosos ou pessoas de outras faixas etárias, em parques, praças, condomínios, empresas ou onde mais estiverem. Invista e ajude diretamente na saúde da população brasileira!

Compartilhe:

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação de

O que você está esperando?

Desenvolvemos projetos que se adequam ao seu orçamento e espaço.
Podemos construir a academia perfeita para a sua cidade, empresa ou condomínio.
Trabalhamos para superar suas expectativas e oferecer o melhor custo-benefício.

Assine nossa newsletter

Fique por dentro das nossas novidades, cadastre-se já e receba novidades e promoções