Como ter uma Alimentação Saudável e Qualidade de Vida

Como ter uma Alimentação Saudável e Qualidade de Vida

Compartilhe:

Como ter uma Alimentação Saudável e Qualidade de Vida

Uma alimentação equilibrada é fonte para o bem-estar e a longevidade

Ter uma alimentação saudável é fundamental e requisito básico para alcançar qualidade de vida. No entanto, com a correria do dia a dia, muita gente acaba substituindo bons alimentos por gorduras saturadas, sódio e açúcares, mesmo sabendo que uma alimentação não balanceada pode causar doenças como infarto, derrames, diabetes, hipertensão, obesidade e até câncer.

Comer bem é essencial para melhorar a saúde, o que aumenta a qualidade de vida da pessoa e, consequentemente, sua longevidade. Além disso, com alimentos saudáveis presentes na dieta, sobra motivação para enfrentar os obstáculos do cotidiano.

Para ter qualidade de vida, você precisa ir além do consumo de alimentos que são saudáveis. É preciso adotar um estilo de vida com diversas outros hábitos que propiciam bons resultados, e a dieta indicada especialmente para você por um profissional da nutrição é só o começo dessa jornada.

Se você está disposto ou precisando realizar algumas mudanças, tente incorporar as recomendações a seguir no seu dia a dia:

O que comer para ter uma alimentação saudável

Os carboidratos e proteínas são os elementos mais importantes para saúde e devem estar presentes na dieta todos os dias. O segredo é dosar as porções e fazer escolhas inteligentes da hora das refeições.

Os carboidratos são fonte de energia e mantém o corpo funcionando. São como “combustível” para cérebro, medula, nervos e células vermelhas do sangue. Já as proteínas são fundamentais na estrutura e funções das células do corpo, e atuam, ainda no sistema de defesa e no fortalecimento de músculos, que fazem parte de uma vida de qualidade.

Devido a estas atuações, a deficiência de carboidratos e proteínas pode trazer sérias complicações para o organismo. Abusar do consumo também pode trazer riscos, já que a importância destes elementos não está relacionada com a sua quantidade!

Carboidratos e proteinas

Para equilibrar, procure comer cinco porções moderadas de proteínas todo dia. Elas podem ser divididas em uma porção de carne ou ovos, uma porção de leguminosas e três porções de laticínios. Já no caso dos carboidratos, eles podem estar presentes em sete porções diárias, dando preferência para cereais e grãos integrais, tubérculos e, eventualmente, uma porção de açúcares ou doces. Amplie o seu paladar, e experimente incluir pães e biscoitos integrais, aveia, quinua e amaranto em sua alimentação.

Consumir uma grande variedade de frutas, legumes e verduras também vai ajudar. Estes alimentos possuem fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes em sua composição, fundamentais para o bom funcionamento do organismo e para a prevenção de doenças e do envelhecimento precoce da pele.

Para se ter uma alimentação saudável também é necessário escolher muito bem as gorduras que você vai ingerir. O ômega-3, por exemplo, é uma gordura insaturada que possui ação anti-inflamatória, auxiliando no tratamento da obesidade – considerada uma doença inflamatória de baixo grau – e ajudando no controle das dores causadas em quadros de artrite. Elimine ou resista à tentação das “gorduras ruins”, presentes em alimentos como carnes e queijos gordurosos, refeições prontas e frituras.

Inclua Alimentos Naturais na sua rotina

Alimentos Naturais

Sempre que possível, opte por incluir alimentos naturais. Faça sucos naturais, use temperos frescos e inove com receitas à base de legumes e verduras. Além de permitir preparar uma comida mais gostosa e saborosa, o uso deste tipo de produto é muito benéfico. O alho, por exemplo auxilia no controle da pressão arterial e gengibre, que ajuda a acelerar o metabolismo.

Evite os alimentos que são industrializados. Eles não são saudáveis, mesmo quando a embalagem afirma o contrário, pois eles contêm substâncias como corantes e conservantes, que possuem altas quantidades de sódio, que causam hipertensão e problemas nos rins.

Prefira comidas leves

Procure substituir os alimentos mais pesados e gordurosos por aqueles que são mais leves, seja em casa ou no restaurante. Ao cozinhar, substitua o presunto por peito de peru, o queijo mussarela pela ricota, o bacon pelo atum, e assim por diante. Quando comer fora de casa, verifique no menu as opções mais leves. A maioria dos restaurantes já oferecem este tipo de alimentação, mesmo que a culinária do local não seja totalmente dedicada aos alimentos saudáveis.

Coma de 3 em 3 horas

Alimentação saudável

Ficar sem comer pode prejudicar quem quer apostar em uma alimentação saudável. Ao restringir energia, o metabolismo fica mais lento, uma forma de poupar a energia que ainda resta, dificultando a perda de peso.

Neste caso, comer aos poucos é o mais indicado, de preferência de três em três horas. Assim, é possível estabelecer um horário determinado para as refeições, o que ajuda a comer em menores quantidades e evita a fome por “besteiras” durante o dia. Além das principais refeições – café da manhã, almoço e jantar – procure lanchar duas vezes e fazer uma ceia após o jantar, sempre com comidas leves, como biscoitos integrais de sabores variados, barras de cereais, iogurte com granola ou salada de frutas com quinua.

Estabeleça metas

É quase impossível que uma pessoa consiga ingerir todos os alimentos que o organismo necessita em um único dia. Daí a importância de se estabelecer metas a longo prazo para comer melhor e adotar a prática como um estilo de vida. Para isto, a cada semana, tente variar o tipo de verduras, frutas, legumes e carnes que são colocados à mesa. É um ótimo incentivo para adquirir o hábito de cozinhar ou experimentar novos alimentos.

Beba bastante água

Beber água

Hidratar-se também faz parte de uma alimentação regulada. A dica é beber pelo menos dois litros de água por dia, ou seja, oito copos de água de tamanho médio. A água dá mais disposição para o corpo, auxilia na hidratação da pele e é o meio de transporte de vitaminas essenciais e hidrossolúveis.

Evite o açúcar

Os alimentos que possuem grandes quantidades de açúcar refinado em sua composição também têm altos índices de glicose, que aumentam os níveis de glicemia no corpo. Suas características aceleram o envelhecimento, desestruturam o colágeno da pele e aumentam o peso, tudo isso sem oferecer valor nutricional de qualidade.

Troque os refinados pelos naturais, que são açúcares que não têm calorias nem um alto índice glicêmico. A sucralose, derivada da cana de açúcar e a stevia, derivada de uma planta natural, já são encontradas facilmente nos mercados. Mantenha alguns sachês na bolsa para adoçar o cafezinho, assim você não descuida da alimentação onde estiver.

Últimas do Blog

Acompanhe o nosso blog e tenha informações sobre qualidade de vida, diversão e inclusão social

Assine nossa newsletter

Fique por dentro das nossas novidades, cadastre-se já e receba novidades e promoções

O que você está esperando?

Desenvolvemos projetos que se adequam ao seu orçamento e espaço.
Podemos construir a academia perfeita para a sua cidade, empresa ou condomínio.
Trabalhamos para superar suas expectativas e oferecer o melhor custo-benefício.

Compartilhe:

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificação de

Assine nossa newsletter

Fique por dentro das nossas novidades, cadastre-se já e receba novidades e promoções

O que você está esperando?

Desenvolvemos projetos que se adequam ao seu orçamento e espaço.
Podemos construir a academia perfeita para a sua cidade, empresa ou condomínio.
Trabalhamos para superar suas expectativas e oferecer o melhor custo-benefício.