Como Evitar e Combater os Problemas Musculares Fazendo Exercícios

Quase todo mundo já sofreu com dores musculares. Seja nas costas, nas articulações, no pescoço, nos braços, nas pernas e até mesmo em locais menos usuais, esse tipo de problema é chamado de mialgia e é o mais comum nos seres humanos.

Sua causa está associada a tensões nos músculos e precisa de tratamento, que pode ser complementado com as atividades físicas.

Os problemas musculares ocorrem quando você faz um esforço excessivo com determinada parte do corpo, quando altera a sua postura ou quando você passa por momentos muito estressantes.

Logo, carregar as crianças, sentar em uma cadeira ruim no trabalho e ficar preso no trânsito, situações comuns hoje em dia, podem acarretar em mialgias.

Dores musculares podem ser de diferentes tipos, com maior ou menor gravidade. Dores agudas podem surgir por um período determinado e vão regredindo com o tempo, enquanto que as crônicas são permanentes ou aparecem em crise sempre no mesmo local.

Elas também podem surgir de um lado ou ambos do corpo e estar associadas a estiramentos, envelhecimento e doenças reumáticas, neurológicas ou infecções.

É muito importante que, se você começar a sentir uma dor muscular, você vá ao médico, pois a dor é o primeiro aviso das terminações nervosas de que há risco de uma possível lesão. Se você a ignorar, o local pode se lesionar de fato e nunca mais voltar a ser como antes.

Existem vários tipos de tratamento para esses problemas, e é por isso que o diagnóstico médico é essencial para determinar a melhor solução para o seu caso.

Técnicas caseiras, massagens, fisioterapia e medicamentos receitados por um profissional podem provocar o relaxamento da região lesionada, mas também é possível complementar o tratamento com alguns exercícios físicos leves, desde que essa seja a recomendação médica.

Três bons exercícios para aliviar problemas musculares

Alongamento

Quando você realiza o alongamento dos músculos, as fibras musculares relaxam e a tensão diminui. A flexibilidade conquistada melhora a coordenação músculo-tendinosa e aumenta o vigor e, por isso, a prática é altamente recomendada também para a prevenção desse tipo de problema.

O treino focado em regiões específicas pode ser uma boa opção para auxiliar no tratamento, mas é essencial conhecer os músculos envolvidos nos movimentos que você está pesando em praticar, pois alguns deles não contribuem para a região afetada ou podem até piorar as dores.

Veja também: Por Que é Importante Fazer Alongamento?

Ioga

Assim como os alongamentos, a ioga pode ajudar a diminuir a sua dor e prevenir lesões musculares. O método terapêutico pode ajudar todos os músculos do corpo a se livrar das tensões devido a dois fatores: o primeiro é a diminuição do estresse por meio do autoconhecimento físico, com as posturas, e mental, com a meditação e o controle da respiração.

O outro é o estímulo à liberação de hormônios relaxantes e inibição do cortisol e da adrenalina, por exemplo, pois existem posturas específicas para isso.

Musculação

Ao contrário do que se pensa, um treino de musculação leve e adaptado por um profissional pode ajudar a combater problemas que afligem os músculos do corpo. A atividade notadamente reduz o risco de lesões, e, para quem está sofrendo com dores, a prática é recomendada logo após a crise.

O trabalho de sustentação da musculatura promovido pelos exercícios nas academias em diversas partes do corpo ajuda a formar um cinturão muscular que protege os órgãos internos, evita e ameniza a sobrecarga dos músculos.

Fique ligado: exercícios também podem ser a causa das suas dores

O despreparo físico, o excesso de treinos/cargas ou a realização incorreta dos exercícios também podem ser responsáveis por causar dores musculares. Isso ocorre porque, ao praticar atividades físicas, você provoca o rompimento do tecido muscular devido ao esforço.

É por isso que nos primeiros dias da academia, na troca de treino ou quando você realiza um movimento errado o músculo dói, já que ele demora alguns dias para aprender a se reconstruir e cicatrizar as fibras.

Veja também: 13 Exercícios Físicos Para Incluir no Treino Para Iniciantes

Dicas para evitar desenvolver lesões musculares enquanto treina

  • Tenha sempre o aval de um médico para poder realizar a atividade. Se você possuir uma predisposição ou alguma limitação, o profissional poderá indicar as modalidades e os movimentos que você está autorizado ou não a praticar para não se prejudicar mais.
  • Nunca pule o aquecimento! Ele é muito importante para despertar o corpo antes de submetê-lo a atividades que precisarão de esforço. Uma caminhada, uma corrida de 10 minutos ou algumas séries de polichinelo já cumprem muito bem essa tarefa e diminuem os riscos de lesões.
  • Mesmo se você deseja resultados rápidos e uma performance avançada, fique atento para não exagerar na quantidade de carga, velocidade e repetição do movimento. Conforme o tempo de prática aumenta, você evolui naturalmente, então, evite ir além dos seus limites.
  • Faça pausas. É em repouso que o corpo se torna capaz de suportar melhor o esforço físico dos exercícios. Se você não descansar entre as atividades, o seu corpo só vai se desgastar, sem melhora no condicionamento físico.
  • Saiba o que fazer ao sentir uma dor muscular. O primeiro passo é proteger e imobilizar a área. Coloque um saco de gelo (com uma proteção) sobre a região por até 20 minutos três vezes ao dia e use uma bandagem para reduzir o inchaço local. Também é recomendado elevar a parte do corpo afetada acima da linha do coração.

Últimas do Blog

Acompanhe o nosso blog e tenha informações sobre qualidade de vida, diversão e inclusão social

Assine nossa newsletter

Fique por dentro das nossas novidades, cadastre-se já e receba novidades e promoções

O que você está esperando?

Desenvolvemos projetos que se adequam ao seu orçamento e espaço.
Podemos construir a academia perfeita para a sua cidade, empresa ou condomínio.
Trabalhamos para superar suas expectativas e oferecer o melhor custo-benefício.