Treino no Inverno: Quais as Indicações?

Temperaturas mais baixas não podem ser um empecilho para a prática de atividades físicas

É só as temperaturas baixarem um pouco que parece que a vontade de deixar a academia de lado aparece, não é mesmo? Porém, o que pouca gente sabe é que o treino no inverno pode trazer resultados melhores até que aqueles feitos durante o verão.

Especialistas afirmam que os treinos para emagrecimento, por exemplo, trazem melhores resultados nessa época do ano do que no calor. Além disso, existe uma série de fatores que faz com que treinar no inverno seja mais interessante.

Claro, sabemos que as cobertas são muito convidativas nos dias frios, mas sair delas e praticar exercícios pode fazer com que você chegue no verão, quando é hora de mostrar para todos o corpo que você conquistou, no auge da sua forma física.

Para que os seus treinos durante os dias frios sejam um sucesso, listamos aqui algumas dicas que você deve levar em consideração ao fazer exercícios no inverno. São cuidados simples, mas que podem fazer toda a diferença.

Cuidado com a hidratação

Muitas pessoas só se lembram de tomar água quando estão com sede e, no inverno, como você desidrata menos, as chances de que isso aconteça são menores. Por isso, é extremamente importante que você mantenha a sua “dieta de hidratação”, ou seja, que você se lembre de consumir entre 4 e 8 copos de água por dia.

A água e outras bebidas, como os sucos, são fonte de minerais como sódio, magnésio, potássio e cálcio e constituem itens importantes para que você não sinta dores durante a atividade física. Ou seja, não é porque está frio que você deve consumir menos água. A recomendação é que seja mantido o mesmo índice em todos os dias do ano.

Use roupas quentes

Muitas pessoas que treinam têm em seus guarda-roupas apenas bermudas e camisas de manga curta para a prática esportiva e isso é um erro. Calças de moletom e blusas também devem fazer parte do vestuário utilizado nos treinos, sejam eles em um ambiente interno ou ainda em academias ao ar livre. A regra é ficar bem aquecido para evitar resfriados.

Homem correndo em manhã de inverno

Uma regra que você pode adotar para se vestir é a chamada “regra da cebola”. Ou seja, você deve usar roupas cujas “camadas” possam ser retiradas com facilidade.

Assim, uma camiseta de manga curta por baixo, uma camiseta de manga longa por cima e um casaco podem ser o kit perfeito para que você possa se vestir de forma adequada durante os seus treinos.

Aquecimento se torna ainda mais importante

No verão, muitas pessoas deixam de lado o aquecimento antes de iniciar a prática esportiva. Por conta do fato de o corpo estar geralmente mais quente, as chances de lesões na musculatura são menores. Já no inverno, esse item deve ter uma atenção especial: não inicie a sua prática esportiva antes de fazer alguns minutos de aquecimento.

Assim, busque alongar o seu corpo antes de exigir dele movimentos mais amplos ou mais bruscos. Isso minimiza consideravelmente o índice de lesões.

Algumas ideias: corra parado no lugar, dando piques de 10 a 15 segundos, e faça agachamentos, realizando um movimento de flexão das pernas com elas levemente afastadas. Reserve ao menos 10 minutos do seu treino para essas atividades.

Exercícios no inverno consomem mais calorias

Olha que boa notícia para quem está querendo perder peso: os exercícios no inverno consomem mais calorias. Isso acontece porque, naturalmente, o corpo dispende mais energia para se manter aquecido. Sabe aquela impressão que temos de que no inverno comemos mais e sentimos mais fome? Não é uma impressão, isso realmente acontece.

Essa é uma forma de o organismo avisar você de que está metabolizando os alimentos mais rápido e, por isso, precisa de mais comida. Use esse fenômeno a seu favor. A vantagem do treino no inverno é justamente a possibilidade de ter esse gasto calórico extra. Com uma dieta equilibrada, seu esforço certamente vai resultar em queima de gorduras com maior facilidade.

Treino no inverno combate a depressão

Como já mencionamos lá no começo, fugir das cobertas nos dias mais frios é uma tarefa difícil. Infelizmente, muitas pessoas não conseguem e acabam desenvolvendo quadros depressivos nesse período. A menor luminosidade do dia é outro fator que contribuí para esse processo. No Sul do Brasil, por exemplo, é sabido que as épocas mais frias potencializam as chances de as pessoas não saírem de casa.

Veja também: Benefícios que as atividades físicas trazem à mente

O treino no inverno evita tudo isso. Em primeiro lugar, ao fazer um esforço para sair de casa você aproveita os bons momentos de luminosidade do dia e fica com a sensação de que ao menos aproveitou a parte do tempo que ainda era dia. Além disso, a prática de exercícios físicos aumenta a concentração de endorfina, substância que promove o bem-estar e ajuda no tratamento da depressão.

Um sono mais tranquilo

Já deu para perceber que com um dia agitado como esse é natural que você vã chegar em casa à noite mais cansado. Nem sempre uma boa noite de sono está relacionada ao número de horas dormidas, mas sim à qualidade delas. Se você passou muitas horas na cama rolando, é natural que durante a noite seu sono não seja de qualidade.

Dessa forma, quem treina com frequência sente os benefícios da produção de endorfina o tempo todo. E à noite, ao se deitar, você verá que seu corpo vai responder melhor ao desejo de descansar, proporcionando a você noites mais tranquilas e maior facilidade para acordar no dia seguinte.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificar de
avatar
wpDiscuz