É melhor praticar exercícios pela manhã ou à noite? Fique por dentro!

Homem fazendo barra ao ar livre

A prática de exercícios físicos é fundamental para manter o corpo e a mente saudáveis, sendo recomendada para todas as pessoas, independente do horário em que são praticadas, pois eles são responsáveis por uma série de fatores que melhoram a nossa saúde.

Quando você se exercita, diminuem o risco de doenças cardiovasculares e alguns tipos de câncer, reduzem as chances de desenvolver de diabetes tipo 2 e síndrome metabólica, ossos e músculos ficam fortalecidos, a saúde mental e o humor melhoram e a expectativa de vida só aumenta.

Apesar de todos esses benefícios, há alguns fatores que interferem no rendimento da atividade física, como o sono, a alimentação, o estresse diário, o próprio fator biológico das pessoas e o principal deles, o horário dos treinos. Isso faz com que muitos se questionem: “Qual a melhor hora para o treino?”, “Como me alimentar?”, “Vai atrapalhar meu rendimento no trabalho?”.

Não existe um horário ideal para praticar esportes ou fazer exercícios, entretanto, cada período traz vantagens e desvantagens com as quais é preciso saber lidar para que o rendimento do treino e a saúde não sejam prejudicados. Confira tudo sobre os treinos nos horários mais disputados do dia:

Exercícios Físicos pela Manhã

A melhor parte de se realizar exercícios pela manhã é a energia que você ganhará para realizar as demais tarefas ao longo dia. Isso porque as atividades físicas promovem a produção de endorfina e outras substâncias que melhoram o bom humor e deixam qualquer um animado quando o dia começa.

Além disso, a malhação matinal nos deixa mentalmente mais alerta e aguçados, e vai ser ótimo se você precisa se concentrar no trabalho ou em alguma tarefa complicada depois.

Pesquisadores de saúde de uma universidade norte-americana descobriram um fato incomum sobre a prática pela manhã: exercitar-se quando o dia está começando ajuda a dormir melhor à noite! Em todos os casos analisados, as pessoas que praticaram atividades físicas às 7 da manhã apresentaram redução de 10% na pressão sanguínea, que se manteve durante todo o dia. À noite, a redução foi de 25%, e elas dormiram por mais tempo e apresentaram ciclos de sono mais benéficos do que quando se exercitaram em outros momentos.

Porém, é necessário ter cuidado com a alimentação antes do treino da manhã. Isso porque, quem come pouco ou de forma inadequada pode sentir enjoos, fraqueza e até apresentar desmaios. A refeição antes do treino precisa reunir os principais grupos alimentares, como carboidratos, proteínas, fibra e gorduras.

Como o café da manhã é uma refeição mais leve, opte por pães, cereais, queijos leves e um suco natural e espere pelo menos uma hora antes de iniciar as atividades físicas; o corpo necessita deste tempo para realizar a digestão antes de ter as energias gastas.

Outra desvantagem dos treinos pela manhã está no fato de que os músculos e articulações ficam até 20% mais rígidos do que à noite. Por isso, é preciso um aquecimento mais longo antes da malhação, ainda mais se você realizar atividades mais intensas e que exigem mais do corpo.

No entanto, se você é daqueles que não consegue acordar de jeito nenhum ou precisa estar muito cedo no trabalho, pode encontrar desvantagens em malhar pela manhã. Quando a pessoa não está acostumada a praticar atividades físicas pela manhã e se obriga a levantar, ela tende a não se esforçar tanto quanto se esforçaria se fizesse mais tarde. Além disso, treinos cedo demais podem levar à privação de sono.

Exercícios Físicos à Noite

Uma das principais vantagens de se treinar à noite é ter uma manhã tranquila e sem correria. Além disso, malhar à noite é uma ótima forma de tirar o estresse acumulado durante o dia e você pode praticar as atividades por mais tempo, pois não tem a necessidade de sair com pressa para suas obrigações.

E não é só isso: os músculos e articulações estão mais flexíveis à noite, o que reduz as chances de lesões provocadas durante os treinos, e você terá mais tempo para aquecimento, alongamentos ao final das séries e intervalos mais longos de descanso entre os exercícios.

No entanto, uma das principais desvantagens fica por conta das possibilidades de distração. Um happy hour com os amigos ou uma sessão de cinema depois de um longo dia parecem muito mais convenientes do que enfrentar o treino, e você pode desistir do exercício, principalmente quando você pensa que a academia estará lotada, a disputa pelos aparelhos e aulas será maior e sua série vai acabar sendo comprometida.

Se os seus exercícios são praticados ao ar livre, como em academias instaladas em praças ou corridas, a noite se torna uma preocupação com a segurança, especialmente em áreas mal iluminadas e de pouco movimento. O tempo também é outro fator de alerta, pois quando chove ou faz muito frio, o mais recomendado é ficar em casa para não adoecer.

Fazer atividades físicas próximas à hora de dormir pode afetar o seu sono, pois o estado desperto é intensificado, dificultando-o adormecer. Isso depende muito da intensidade dos exercícios, então procure exercitar-se de duas a três horas antes de ir para a cama, com atividades relaxantes como ioga, uma ótima maneira de descontrair após um dia intenso.

A alimentação também requer um cuidado especial para quem treina à noite. É importante ponderar muito bem a quantidade e qualidade dos alimentos ingeridos durante o dia e antes da prática para suprir as necessidades do organismo, pois nesse período o corpo precisa de quantidades iguais de insulina e carboidrato. Procure alimentar-se duas horas antes do treino para fazer a digestão lentamente.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificar de
avatar
wpDiscuz