Como uma construtora pode contratar um projeto de academia ao ar livre?

É preciso contar com uma empresa especializada para oferecer aos condôminos equipamentos para academia

Na busca do sonho pela casa própria, a possibilidade de viver em condomínios onde há preocupação com a saúde, o corpo e a mente e, ainda, com a segurança, atrai interessados. É por isso que as construtoras estão apostando na instalação de equipamentos para academia ao ar livre nos novos empreendimentos lançados. A presença de equipamentos para academia voltados para a saúde, a socialização e a distração dos moradores faz com que eles concordem em investir no conforto e na praticidade de ter tudo o que precisam dentro do condomínio. De olho nessa vantagem, as construtoras estão incluindo um projeto de academia ao ar livre dentro de seus empreendimentos, oferecendo aos futuros moradores a prática de exercícios físicos. Esta tendência pode incluir também a implementação de quadras poliesportivas, piscinas, circuito de corrida e outras opções para incentivar os condôminos a sair do sedentarismo.

Academia ao ar livre em prédios novos

Como fazer?

Para que uma construtora possa oferecer um espaço para a prática de atividades físicas como a academia ao ar livre, é preciso que o local faça parte do projeto do condomínio desde a sua concepção. Para isso, é preciso contar com a expertise de uma empresa especializada nesse tipo de academia para que ela possa instruir sobre os principais pontos na hora da instalação, como:

O tipo de academia

As academias ao ar livre podem atender a diversas necessidades, e, para isso, é preciso saber quem é o público-alvo do projeto. Equipamentos para academias voltadas a terceira idade ou a pessoas com deficiência física, por exemplo, nem sempre são os mesmo que estão presentes nos espaços para quem treina com mais vigor, pois os dois primeiros grupos necessitam de aparelhos adaptados, enquanto que o segundo pode desfrutar de outras opções. Até mesmo as placas com as sinalizações são impactadas com essa informação, pois elas também precisam ser adequadas para os frequentadores.

O volume de frequentadores

É essencial para a empresa especializada entender o volume esperado de frequentadores. Isso impacta diretamente na quantidade e na distribuição dos aparelhos no espaço, já que eles precisam de uma distância segura para funcionar corretamente. Além disso, os aparelhos que tendem a ser mais disputados pelo público final precisam estar em maior número para evitar filas, o que desanima os moradores que têm pouco tempo para a prática.

O espaço disponível

Essa informação é muito importante para o planejamento de uma academia eficaz e segura. As academias ao ar livre são planejadas sob medida, e até mesmo espaços menores podem contar com os aparelhos, talvez em menor número ou com equipamentos que ocupem menos espaço. Já os espaços grandes podem ser preenchidos com um número maior de aparelhos variados. Entretanto, tudo vai depender do volume de praticantes esperado pela construtora na hora em que o empreendimento estiver pronto.

Expansão futura

Após um certo tempo de uso, é possível ampliar o projeto de academia ao ar livre, mas, para isso, ela deve ter sido bem planejada, levando em consideração essa possibilidade. Além de um fluxo maior de frequentadores, é preciso garantir que ainda há espaço para a instalação de novos aparelhos de forma segura, sem precisar remover os equipamentos que já estavam contemplados no projeto original.

Conheça nossos equipamentos

As despesas

O planejamento, a instalação e a manutenção das academias ao ar livre têm um custo. Nas duas primeiras etapas, o valor será muito mais elevado, pois exige um trabalho estratégico e também operacional antes da entrega das residências. A manutenção custa menos, entretanto, é preciso incluir essa despesa no valor do condomínio, porém, junto com os demais gastos, esse valor não pode ser alto demais para não espantar os interessados.

Gostou? Leia também:

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificar de
avatar
wpDiscuz